E em 2050, ainda teremos Guaraná?

Você já se fez essa pergunta? Bom, a gente já.
E nos perguntamos tanto isso que estamos fazendo o possível para que a resposta seja sim.

Foi assim que nasceu a Aliança Guaraná de Maués, para tentar garantir guaraná em 2050 e educação e desenvolvimento para Maués, região que é berço desse fruto.

O primeiro passo foi nos juntarmos com a USAID, agência dos Estados Unidos para Desenvolvimento Internacional, e com o IDESAM, Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia, instituição com mais de 15 anos de experiência em trabalhos na Amazônia. Unidos a um conselho de produtores de guaraná e a outros atores locais, estamos criando projetos de educação, turismo, produção sociocultural e produção sustentável. Tudo que melhore o desenvolvimento do fruto e a vida de quem mora por lá.

O passo seguinte foi vestir a camisa do movimento, literalmente. Fizemos uma parceria com a Ellus e a Salinas para criarmos a Guaraná Cultura, uma coleção de roupas em que uma parte do valor arrecadado é revertida para as iniciativas da AGM.

O movimento está cada vez maior e temos conseguido novos aliados a cada dia. Ou seja, temos feito tudo o possível para que a resposta se torne sim.

Acesse www.guaranacultura.com.br e saiba mais.